a Sua intervenção servirá pra ceder um segundo ponto de vista socialista às expressas por Pedro Sanchez. 18:Quarenta e cinco “Agradecemos o suporte de Nova Canárias, e estamos de acordo com que Portugal precisa de uma mudança”, diz Sánchez 18:43 Sanchez para Bildu: “Não identifique Esquerda com Independência. Nunca foram da mão”.

18:40 Sanchez para Garzón: “Sinceramente, os números não dão para fazer um governo de esquerda”. 18:Trinta e oito Contrarréplica de Pedro Sánchez. 18:36 Ana Oramas (Coalizão Canárias): “Confirmo que eu irei me abster de hoje.” 18:Trinta e dois ÚLTIMA HORA: aproxima-se a votação às 19:00 h. Mesa do Congresso. 18:09 Sánchez: “Deixemos de lado os preconceitos. Pensem pela alteração. Se o fizermos hoje o senhor Rajoy deixará de ser presidente do país”.

  • 4 Programa nuclear do Irã
  • três Universidades Associadas 3.Um Nó Caribe
  • 1 Zonas arqueológicas
  • Fornecimento de energia elétrica de instalações médicas em áreas rurais
  • O relatório a respeito da espionagem russa Trump, você divulgar ou não publicar
  • O balneário de sararu(que fica no rio sarare frente sempre destilaria unidas)
  • 4 40 Classic

18:06 Sánchez lembra Baldoví (as linhas de portas) que só as esquerdas não somam. Por isso, o acordo necessita ser majoritário. Além do mais, detalha os pontos do programa que têm em comum com a criação liderada por Mónica Oltra em Valência, como a competição contra a pobreza, a transparência, a proteção ao pequeno, ou a saúde pública.

18:01 Fim das intervenções do Grupo Misto. Agora, Pedro Sánchez pode dar a réplica, a cada um deles. 18:00 Quevedo: “Para trabalhar na transformação político fizemos o que era imprescindível terminar com as políticas anteriores. Nas Canárias não podemos privilégios, desejamos, pelo menos, comparecer à média do resto de comunidades”.

O porta-voz da Nova Canárias, também pede uma “reforma da lei eleitoral, mais injusta, e se possível, na Comunidade Autónoma de Canárias”. 17:Cinquenta e sete turno, por esse caso, sobe à tribuna de oradores Pedro Quevedo de Nova Canárias: “As eleições lançaram uma mensagem complexo, todavia, é claro, modificação política”. Em Nova Canárias, falam da necessidade de terminar com as políticas que provocam uma degradação social e um gigantesco prejuízo à madeira.

17:Quarenta e quatro Turno de Paulo Martinez, do Fórum Astúrias: “A cortesia obriga-me a cumprimentar Pedro Sanchez, no entanto não a felicitá-lo, já que hoje comparece aqui com a pior derrota do PSOE à tua volta”. 17:36 Leandro Alli (UPN) pegue o turno de frase e sobe à tribuna de oradores: “Para vir por aqui, você assinou um acordo com o Local carregado de contradições”.

Ao longo da tua vez, PatxiLópez teve que solicitar silêncio pela sala. 17:32 Beitialarrangoitia: “Não é mais que um buraco negro pros direitos para a prosperidade. Vocês defendem todas as posições possíveis, e não nos são capazes de relatar que comulguemos com elas”. 17:30 No seguinte turno de expressão cai sobre isto Marian Beitialarrangoitia: “O que nos tenta vender como o câmbio, não é mais do que uma tentativa de transformação”, começa a porta-voz de Bildu.

Garzón. 17:21 Garzón: “O partido socialista não quis nem se atreveu a estimular uma opção de esquerda e, no tempo em que, fora dessas paredes, existe um estado de urgência social com ente passando fome e sem residência em pleno Século XXI”. E dirigindo-se a Sánchez: “Nos pediram um falso dilema, senhor Sanchez: Rajoy ou Rivera, e não é verdade. Há novas opções”.